2014 Lasar Segall no Salão de Artes 2014
 21/08/2014 a 24/08/2014
Lasar Segall
12 fragmentos do painel “O Circo”
Decoração original do Baile de Carnaval da SPAM, 1933 Guache sobre papel
690 x 715 cm
Lasar Segall
Decoração do 1º baile carnavalesco da Spam
Lasar Segall
Janela de máscaras, detalhe
Decoração original do Baile de Carnaval da SPAM, c. 1933
Guache sobre papel
Lasar Segall
Estudo para painel “O Circo”
Decoração do Baile de Carnaval da SPAM, c. 1933
Guache sobre papel
Lasar Segall
Projeto para decoração do Baile de Carnaval da SPAM, 1933
Aquarela e grafite sobre papel
Lasar Segall
Os saltimbancos, do painel O Circo
Decoração do Baile de Carnaval da SPAM, c. 1933
Guache sobre papel
Lasar Segall
O porta bandeira
Projeto de cor para figurino do Baile de Carnaval da SPAM, c. 1933
Guache, aquarela e grafite sobre papel
A Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM), fundada no final do ano de 1932 na cidade de São Paulo, constituiu-se numa legião de artistas das mais variadas áreas, imbuídos do ideário da modernista vigente. Com o objetivo de promover reuniões artísticas, exposições de arte moderna, concertos, palestras e festas, a SPAM estava inserida num contexto social que buscava uma ampliação dos espaços voltados para as suas manifestações artísticas, surgindo, daí, por exemplo, os primeiros salões oficiais do Modernismo e o embrião de um processo que possibilitaria nos anos seguintes o surgimento, em várias cidades do país, de Museus de Arte Moderna.

Lasar Segall foi um dos fundadores da SPAM e o principal organizador das festas promovidas, com destaque para os bailes carnavalescos de 1933 e 1934, nos quais além de conceber a temática e promover a divisão de tarefas, projetou a cenografia, sempre atento aos mínimos detalhes.

O baile de 1933 teve como tema “Carnaval na cidade de SPAM”, o que levou Segall a imaginar uma verdadeira cidade, com ruas, praças, instituições e monumentos, criando-se toda uma mitologia urbana que tinha, até, dinheiro próprio. O baile foi realizado no antigo Trocadero, hoje demolido, e que se localizava atrás do Teatro Municipal. Segall criou uma cidade de fantasia, em estilo expressionista, com elementos surrealistas. Baseandose num roteiro, uma história inventada da cidade de Spamolândia, o espaço adquire um tom fantástico, o que nos permite classificar o trabalho decorativo de Segall como verdadeira cenografia.

O Museu Lasar Segall possuium conjunto de painéis, desenhos e projetos de figurinos que fizeram parte da decoração dos Bailes de Carnaval da Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM) em 1933 e 1934. Faltam restaurar dois painéis de grande dimensões, “O Circo” e “Jardim Zoológico “ e 61 desenhos para garantir a integridade física deste conjunto.

O Museu Lasar Segall elaborou um projeto, já aprovado na Lei Rouanet (PRONAC 110116), para captação de recursos, objetivando a restauração de dois painéis e outros 61 desenhos. O projeto prevê ainda a realização de um ateliê aberto ao público, para o acompanhamento do restauro, uma grande exposição, com as obras restauradas, documento e fotografias, publicações e um amplo programa educativo. Para a realização desta iniciativa, o Museu Lasar Segall conta com a coordenação geral da Expomus e a Coordenação e Gerenciamento da Restauração/De Veras Artes Restauração de obras de Arte.

Serviço
Projeto Segall carnavalesco
Salão de Arte 2014
de 21 a 24 de agosto de 2014
Clube A Hebraica – Salão Marc Chagall
Rua Dr. Alberto Cardoso de Mello Neto, 115
Quinta e sexta-feira, das 15h00 às 22h00
Sábado das 13h00 às 21h00 | Domingo das 13h00 às 20h00
programaçãonotíciaspatrocinadoresfale conoscoAcesso à informação
home
lasar segall
o museu
Acervo Integrado
exposições
ação educativa
biblioteca
oficinas e cursos
cine segall
amigos do museu
ok