2014 Arte Degenerada: o ataque à arte moderna na Alemanha nazista de 1937
 13/03/2014 a 30/06/2014
A obra de Lasar Segall (1889-1957) Eternos Caminhantes (1919) participa da exposição Degenerate Art: The Attack on Modern Art in Nazi Germany, 1937, na Neue Galerie, de Nova York, de 13 de março a 01 de setembro deste ano.

Este óleo foi exposto, junto com mais nove obras, na exposição intitulada Arte Degenerada, ocorrida em Munique, na Alemanha, em 1937, realizada pelo regime nacional-socialista, que utilizou a expressão “degenerada” no intuito de desqualificar a arte moderna. As obras que dela participaram, em sua maioria, foram vendidas, perdidas, ou presumidamente destruídas. A viúva Jenny Klabin Segall a recuperou, incorporando-a definitivamente ao nosso acervo.

Entre os destaques da atual mostra em Nova York, além de Lasar Segall, ainda participam artistas como Max Beckmann, com a obra Gado em celeiro (1933), Paul Klee com O pescador (1921), Ernst Ludwig Kirchner com a obra Paisagem de Inverno em Luar (1919), todas expostas em 1937.

A Neue Galerie menciona, ainda, o impressionante caso Gurlitt, sobre a recente descoberta de 1.407 obras no apartamento do filho Cornelius, em Munique, e também, o filme "Caçadores de obras primas" (The Monument´s Men), dirigido por George Clooney, em circuito comercial neste momento.
Saiba mais
Veja artigo publicado na Folha de São Paulo Veja artigo publicado na Folha de São Paulo
programaçãonotíciaspatrocinadoresfale conoscoAcesso à informação
home
lasar segall
o museu
Acervo Integrado
exposições
ação educativa
biblioteca
oficinas e cursos
cine segall
amigos do museu
ok